Administração Hoteleira

O Revenue Management Rentabilizando

Quando começamos estas eram as ferramentas disponíveis.No universo da gestão hoteleira, onde cada quarto vazio representa uma oportunidade perdida às vezes porque é assim mesmo, outras porque a falta de informação nos levou a isso a taxa de ocupação é meticulosamente planejada, o Revenue Management emerge como uma ferramenta poderosa capaz de desvendar as possibilidades de rentabilidade ocultas nas nuances do mercado, ele é o melhor dos parceiros, mas não admite desperdiçar nenhuma informação, todas têm sua importância e devem ser analisadas cada uma por si e o conjunto. Como um regente soberano na sinfonia financeira, esse conceito revoluciona a forma como os hotéis maximizam sua receita, equilibrando oferta e demanda com maestria.Read more

Alojamento Local ou Moradia

A nova lei do AL não deixa que ninguém em sã consciência invista no tipo de empreendimento, mas essas duas construções estão a 100 metros uma da outra no centro do Porto.

A que está cercada é fácil entender que vai cair, nem sei mesmo se a recuperação seria viável, e muito menos para qualquer tipo de habitação, mas a que está com a placa de vende-se é recuperável, então o que algum hoteleiro espera para recuperá-la e transformá-la não em um AL mas em residência digna e decente para renda a preços igualmente decentes e disponibilizá-la para mão-de-obra que a maioria das vezes não conseguem por falta de moradia?Read more

Custos: Reduzir ou Diluir

Nem sempre reduzir é o que a palavra diz, muitas vezes o que se toma como redução não é, e quando poderia ser tem efeito contraproducente. Vamos ver o quanto se deve cortar e o quanto deverá ser diluído, esta é a prática que dá lucro. Diluir
Deixa-me tentar ajudar. Se conseguimos uma redução de custos na casa dos 5% vamos ter um aumento real nas receitas não superior a 3%. Maravilhoso, “a fórmula certa para a boa administração…” Talvez não.
Por favor, não me façam rir, há muitos estudos que demonstram isso, e eu sempre usei os do ISCA, porém já li vários outros e quando se fazem contas com os dados fornecidos chega-se a essa Magnífica conclusão, podendo assim acrescentar, neste caso: “A economia é a base de porcaria”.

Read more

O Consultado Pergunta

Amigo Eduardo isso a gente já viu mais vezes, mas nada como a experiência de quem faz há 40 anos.

Resposta à sua 1ª duvida. – Não se trata de lucratividade e sim de custo operacional, um hotel precisa operar com 29 a 33,3% de ocupação, estamos falando do seu hotel, se entrarmos no luxo isso muda.

Exemplo: se fatura 100, seu custo não pode ser superior a 33,3.

Eu nunca operei assim isso é académico, mas tenho consultados que operam. Eu nunca operei HOTÉIS, a menos de 34,9% nunca cheguei aos 35% – porém eu invisto mais sei o porquê e onde porque sei onde isso me leva.

Um Hotel não opera a 33,3% porque queremos, precisamos definir os parâmetros que levam a isso.Read more

Retendo Talentos na Hotelaria é sempre um Grande Desafio.

Não é de hoje, mas reter talentos na hotelaria é sempre um grande desafio, e pasmem por aqui vai continuar, em que pese eu conhecer empresas hoteleiras cuja maior dificuldade é você conseguir tirar um colaborador de lá. Por quê? Porque para eles o importante é o funcionário satisfeito.

Conhecem o nosso slogan:

“Não há hotéis que não deem lucro, há hotéis mal administrados”.

Aqui chegam os que se queixam da “dor de dentes” do vizinho. Na pandemia a solução mais inteligente financeiramente em 98% dos casos era fechar, como aliás foi. Mas houve os que não fecharam, tiveram lucro e os colaboradores não os abandonaram.

Existe Algum Milagre

Read more

A Complexa guerra de preços! preço ou valor

Escrevi um destes dias uma postagem sobe A Guerra de Preços está na revista hotéis e no Guia de restaurantes poucos entenderam ou pior se entenderam nada fizeram e ficaram na mão dos especialistas de plantão que sabem tudo, só que para rentabilizar o lado deles, você entre nisso se quiser hoje eu vou ser “bonzinho” mas da próxima vez o polêmico Rui Ventura vai dar nome aos bois.

Estou no Guarujá administrei um hotel aqui durante um tempo, o trabalho que propus fazer terminou foi gratificante porém fiquei residindo  já que eu preciso de internet e fácil acesso ao Mundo, apenas troquei de Praia, Matinhos no PR pelo Guarujá em SP, aqui este “novo normal” que para mim nada tem de novo deu muita oportunidade para os tais especialistas e a gente vê os Amigos que têm hotéis e pousadas pequenas vítimas desses espertalhões porque não sabem como a coisa funciona.Read more

Precificação – Preços BAR – ou – Melhor preço disponível

Não acham que isso não deveria ser um assunto aleatório, é o preço que eu quero de acordo com o meu movimento, engraçado, é verdade mas isso precisa estar fundamentado, então não pode ser feito por um gestor de canais, ele precisa ser feito automaticamente do PMS isso sim deve seguir alguns parâmetros, para o gestor de canais e não como é feito hoje pelos ditos especialistas em RM, vamos entender desde já que a flutuação de preços é a última ponta do RM e que RM ou Revenue Management é uma ciência econômica de gestão. Vou tentar seguir o ditado Chinês que diz “uma imagem vale mais que 1000 palavras, e vou usar um Hotel com 113 UHS que é uma planilha que já tenho feita.

Reparem no custo previsto UH vazia – na primeira imagem  onde a previsão de ocupação grifada em amarelo é de 34% o CUV é de 91,99.Read more

Preço ou Valor – Quando o barato sai caro

Aí está um questão que confunde muitas pessoas, por exemplo alguém quer me vender ou cobrar por algo que eu não gosto ou não vou usar então qualquer preço que eu pagar representa um alto valor, visto que não é útil para mim.

Em dicionários você vai encontrar que preço é a quantidade de Moeda necessária para você adquirir determinado bem, já valor refere-se à Qualidade desse bem, ou melhor o que ele representa para você.

Histórias da vida real

Tenho muitos conhecidos, entre estes alguns Amigos, e não são tão poucos assim, um dia fui visitar em Santa Catarina um dos representantes de produtos para a hotelaria mais completos que conheci, ainda conheço alguns e estão em nosso grupo, mas este fazem muitos anos eu diria mais de 30.

Ele me disse: “Portuga” tem um Amigo que está construindo um hotel em Balneário Camboriú, está muito no começo mas  já dá para olhar, falei com ele e se for sem compromisso ele disse que posso te levar lá, vamos? Sem problema vamos lá.Read more

A Volta da Nossa Imagem

Esta imagem é uma delícia e a mim que tenho muitos anos de carreira e sempre soube que o que sustenta a hotelaria e turismo é atendimento e serviço, esta abençoada imagem me faz lembrar de um monte de histórias que demonstram o quanto ela está MUITO ERRADA.

Nos idos da década de 70 quando os EUA abriram o mercado para as companhias aéreas e deixaram de exercer controle sobro o preço das passagens as companhias, passaram a amargar prejuízos, ano após ano, isso se verificou até 1985 se não me engano.

Na época como em todas as outras apareceu um oportunista no mercado sobejamente arrojado, o nome dele era Donald Burr, este senhor tinha como propósito o mercado em crise das cias. Aéreas e o mercado do transporte rodoviário de 1º linha. Então colocou em prática seu plano: Comprou aeronaves deixadas pelas companhias grandes a maioria ainda poderia voar muito tempo, retirou delas todas as poltronas e trocou por cadeiras de plástico fixadas nos assoalhos. isto majorou em muito a capacidade de colocar pessoas a bordo, aboliu o serviço de bordo e podia viajar pelas leis vigentes com uma tripulação mais reduzida.Read more

Ontem a imagem circulou e deu o que falar

Comentamos assim como muitos outros colegas e Amigos, o problema é que a imagem não me saiu do pensamento então preciso trata-la um pouco melhor para quem sabe ajudar alguns hoteleiros. Mas uma coisa é certa vou fazer a minha parte.     Parece um absurdo, mas acreditem nem é tanto assim, afinal será que esse custo, que eu jamais considero como tal e sim como investimento, vale a pena?

Vou deixar que cada um decida por si. – PARA MIM VALE E MUITO.

Como sabem presto consultoria então o que não me faltam são cases, porém estes não podem simplesmente aparecer não se expõe dados seja de quem for, há a nossa lei a lei do caráter. Mas podemos passar uma visão.

Conheço hotéis em situações privilegiadas em praias abençoadas  por Deus e pela natureza e alguns em desvantagem em função da vista, ao mar ou não mas vamos lá.

Um hotel de aproximadamente 35 Uhs o segundo com aproximadamente 45 Uhs, qual vcs acham que rende mais? Pois é rende mais o menor, há mas… Há!!!! Mas o menor sempre manteve os fundamentos essenciais da Hotelaria, que são ATENDIMENTO E SERVIÇO = HOSPITALIDADE, ambos são sazonais, porém, o menor fatura por mês a mesma coisa que o maior fatura por ano, e acreditem inverter esse quadro é tão barato que o maior se assumisse HOTELARIA em 4 meses só no lucro recuperaria o investimento.

Por que as companhias aéreas fizeram isso?,  porque elas fizeram o que a hotelaria não pode fazer – fizeram um “truste” o que o CADE nunca deveria ter permitido, mas afinal estamos no País dos jeitinhos. Eles têm vantagem? Fictícia, porque assim que o mercado permitir concorrência eles perdem ou o “Truste” aumenta. Se vc se diferenciar pelo atendimento e serviço vai com certeza fidelizar. Sem este como diz um amigo meu vai continuar “empurrando M… migalhas, com pauzinho”.Read more